JOAQUIM CALLADO E ANIVERSARIANTES DO MÊS


Luperce Miranda, instrumentista (bandolim) e compositor, 28/07/1904 em Recife.
Anacleto de Medeiros, instrumentista, maestro e compositor, 11/07/1866 no Rio de Janeiro.
Paulo Moura, compositor, arranjador, saxofonista e clatinetista, 15/07/1932 em São José do Rio Preto.
Nilze Carvalho, cantora, compositora e bandolinista, 28/07/1969 em Nova Iguaçu.
Homenageado do Mês Joaquim Antônio da Silva Callado.
O Joaquim Callado foi maestro, compositor e flautista, considerado pelos historiadores como o pai dos “chorões”, compositor de quase 70 melodias, dentre elas “Flor Amorosa”, uma das primeiras músicas do gênero, e também seus grandes sucessos “Cruzes, minha prima” e “Querida por Todos” Homenagem a Chiquinha Gonzaga.
Em recente pesquisa pode-se constatar que suas obras já foram gravados por mais de 80 músicos pelo Brasil. Suas composições são notáveis por serem bastante férteis, dando aos arranjadores um vasto leque de possibilidades harmônicas.
Em geral, nos seus grupos Callado era o único que sabia ler partitura, o que dava a ele um papel importantíssimo dentro do grupo. Joaquim ainda a peculiaridade de brincar com a música desafiando os outros músicos, que quase sempre caiam nas suas “armadilhas” harmônicas, contribuído, em muito, a característica do choro de improviso e liberdade tônica.


Read Users' Comments ( 0 )

PAPAGAIO EMBRIAGADO

video


Read Users' Comments ( 0 )

Ensaio com a participação especial de Celso



Read Users' Comments ( 0 )



Read Users' Comments ( 0 )

QUINTAL DO CHORINHO



No dia 06 de dezembro de 2010 nascia em Apodi o mais novo grupo cultural da cidade, o Quintal do Chorinho formado por cinco componentes, com o objetivo de divulgar a Música brasileira: Toinho com suas composições solando no seu cavaquinho, Marquinhos com o seu violão, Ismael no contrabaixo, Paulo no clarinete e Romildo Júnior no pandeiro. Com quase um ano de existência o Grupo já tem um repertorio muito valioso, tocando chorinhos que marcarão épocas. Atualmente o grupo conta com a presença do Maestro Gildásio no clarinete. Antônio Celso do nascimento (Toinho) além de compor ele é luthier, tendo sido ele quem criou o seu próprio cavaquinho. 
O nome quintal do chorinho surgiu, em razão dos ensaios se realizarem na movelaria no quintal da casa de Toinho.


Read Users' Comments ( 0 )